Tuesday, April 10, 2007

Eles querem muito brilho e porpurina!

Casamento no Japão não é mais como antigamente. Casar no templo xintoísta hoje, parece, é só para famílias tradicionais e muito ricas. A moda agora é realizar a cerimônia numa igreja católica, bem mais em conta, e com um padre falso (há um mercado para atores estrangeiros, que apenas lêem a Bíblia e celebram o casamento como se fosse padre ou pastor). Vale lembrar que os católicos no Japão não chegam a 1% da população.

A cerimônia é igual aquela que conhecemos, realizada com cantos de louvor a Deus, certificados, troca de alianças e tudo aquilo que a gente do ocidente está acostumado. Por fim, o casal assina a certidão de casamento. Ah, e tem a tradicional chuva de arroz no final.

Agora o tradicional casamento xintoísta, com os noivos de quimono e aquela enrolação toda está perdendo espaço nos dias de hoje por aqui. Nesta cerimônia, chamada san-san-kudo, os noivos trocam taças de miki (sakê sagrado). São utilizadas três taças de tamanhos pequeno, médio e grande, daí vem o nome. A primeira taça significa juramento a Deus, a segunda significa gratidão aos pais e familiares e a terceira é dedicada às pessoas que vão conviver com o casal. Essa deve ser a mais odiada pelos noivos!

Bom, por tudo isso eu tive a sorte de tirar essas fotos que ilustram o post. Foi num dos mais tradicionais templo de Tokyo, em Harajuku. Fiquei ali, de longe, apreciando a cerimônia com se fosse um parente ou amigo do casal. E pensar que toda essa tradição está sendo trocada por casamentos mais fantasiosos, com muitas luzes, brilhos e porpurina, como os de casais que levam um batalhão de convidados para uma ilha paradisíaca do Pacífico, para se casarem num resort chique e com todas as mordomias.

Ah, estava me esquecendo. Há ainda os que preferem uma cerimônia mais simples, na frente apenas de familiares. Proferem juras de amor eterno, trocam as alianças, carimbam o documento do casamento civil e só. Bem mais simples, e o melhor de tudo: barato!

É isso.

Para o alto e avante!

10 comments:

Val said...

Lindas fotos!
Adorei o post!
Bjs!!!

fatima said...

Oi miníno!!! que bom que c voltou. Mas agora vai devagar pra gente saborear seus textos.
www.henagaijin.com passa la.
Virei cobaia depois te conto. Beijos

ED said...

Já dizia o ditado: se casamento fosse bom não precisava de testemunha. É claro que eu não concordo e é até interessante saber mais sobre essas diferentes cerimônias pra celebrar a união.
Se um dia eu me casar quero uma cerimônio bem simples se eu ganhar o que ganho hoje, agora se eu ganhar na mega sena ou ficar rico por outros meios vou chamar até o Papa.
Ah, Garçon! Desce um suco de laranja pro amigo da mesa ali do lado.
Abraço,

Paulo said...

Acho a cerimônia japonesa linda! Uma pena que esteja se perdendo.
Sinto a desvalorização da cultura japonesa pelos próprios um desperdício sem igual.
Mas, como você foi parar nessa cerimônia?

Abraços

Afi said...

Eu ia dizer o mesmo que o Paulo.
Como o mundo se vai descaracterizando pouco a pouco. É triste.
Barato ou caro, ainda bem que algumas pessoas continuam com as tradições.
Gostei de saber que estes casamentos continuam acontecendo mesmo nos dias de hoje.
Você era o único outsider a tirar fotos?

Gisele Scantlebury said...

É engraçado, eu nunca sonhei com um big casamento. O meu foi bem simples, mas, confesso, depois fiquei meio que sentindo falta de um festão!!! :p

kurati said...

O casamento ocidental é mesmo mais popular esses tempos.Principalmente pras mulheres que acham mais bonito e tal....
Achhei que vc não tivesse ido no Tokyo anime fair.Liguei pra Karina,mas parece que ela foi parar no Makuhari Messe.......bom eu tinhaido no sábado,mas fiquei por apenas duas horas.Peguei os brindes ,comprei umas camisetas,vi o que tinha que ver e saí fora pq o único evento de grande porte que eu suporto com tanta gente assim é o tokyo gae show mesmo!

Para o alto e avante! said...

Para Val
Obrigado pelo elogio! Quero melhorar esse meu blog, que anda meio caidinho... hehehe

Para Fatima
Minina, vc precisa passar mais vezes por aqui! Ah, e gostei do seu blog. Deixei recadinho lá!

Para Ed
Obrigado pela visitinha no meu blog!
Ah, e desce um suco natural para mim tbem!, please

Para Paulo e Afi,
Olha, não sou penetra não! Estava no templo para comprar um omamori (amuleto da sorte). Tinha um monte de turistas por lá e, de repente, o casamento passou na nossa frente!
Não deu para não clicar...
Se viessem falar que não podia eu ia dizer que "nihongo wakaranai" (não entendo japonês) hihihi

Para Gi,
Ainda dá tempo! Que tal uma festança aqui no Japão! hehehehe

Para Kurati,
nossa! que prazer receber sua visita por aqui!
Pois eh, eu tava indo com a Karina, mas falei o endereco errado para ela e acabamos indo parar no Makuhari. hehehehe
Apareça mais vezes!

Angélica Camacho said...

Reconozco que las ceremonias japonesas pueden ser frias y demasiado solemnes pero què lindas se les ve a ellas enfundadas en esos kimonos. Ok, a los japoneses tambièn se les ve bien, parecen filmes o cuentos.

Roberto said...

Menino, me convidaram para ser padre aqui.

robertomaxwell.com

novo blog