Friday, April 06, 2007

Festival do "Bráulio"


Já vi quase de tudo nesses seis anos de Japão, mas o lado mais bizarro, estranho e engraçado dos japoneses fui conhecer no primeiro de abril, em Kawasaki, na província de Kanagawa.

Que o arquipélago é o centro dos festivais (matsuri), ninguém tem dúvida. Há todo tipo de celebração por aqui. E, talvez, por falta do que comemorar, eles acabam inventando alguns festivais loucos, como o Kanamara Matsuri, ou Festival da Fertilidade. Mas eu prefiro traduzir como o Festival do "Bráulio".

Ele ficou famoso na década de 70, depois que uma boate gay doou o andor com um pênis gigante cor-de-rosa, que acabou virando o ícone do evento. O festival é realizado desde o século 17 e suas origens estão ligadas às prostitutas da Era Edo (1604-1868), que faziam orações pedindo prosperidade e proteção contra doenças sexualmente transmissíveis. Com o tempo, a celebração passou a atrair visitante em busca de um parto tranquilo, filhos saudáveis e harmonia no casamento. Há ainda as que vão pedir para ficarem grávidas.

Hoje, metade dos que participam da festa são estrangeiros, atraídos é claro pela bizarrice do negócio. Mas os japoneses levam tudo muito a sério. Tem até criança que sobe nos "Bráulios" de madeira. Sim, a mulher que quer algum dos pedidos realizado tem de subir no "Bráulio". Tem homens (alguns corajosos) que também sobem. "É para ter fertilidade", desconversa um jovem japonês que entrevistei.

No festival há ainda barracas com lembranças inusitadas, todas com formato fálico (pirulitos, garrafas de saquê, copos, lenços com desenhos do kama sutra etc). Há ainda uma atividade voltada para mulheres que queiram aprender a esculpir um lindo "piu-piu" num nabo ou na cenoura.

Enfim, é sem dúvidas um dos festivais mais estranhos e engraçados. Quem estiver por aqui não pode perder o próximo. Lembre-se: todo primeiro domingo de abril.

12 comments:

maira said...

Só tenho uma coisa a declarar: Esses japoneses têm uma criatividade incrível!
Bjão

Karina Almeida said...

otimo! adorei as fotos e as informacoes!

e a materia foi pra onde? eu quero ler!!

Gisele Scantlebury said...

Ewerthon, muito legal! Ano que vem, nao perco (risos!). Estava com saudades dos seus posts. Welcome back! =)

Afi said...

Voltou em força. Bravo, vejo que está cheio de pujança.
Fiquei curioso para saber o que fazem a todo esse material depois do festival.
Porque será que é sempre o falo que simboliza a fertilidade? Por exemplo, os menires dos Celtas são falos enterrados na terra para a fertilizarem.

Ciça said...

Mano do céu! Arri égua, valha-me Deus e Nossa Senhora. Esse post me deu até calafrios. FELIZ PÁSCOA com OVOS de CHOCOLATE

Paulo said...

Ótimo post! Acho esse festival um dos mais bizarros daqui, mas não há como negar que a diversão é garantida! Agora quero conferir a matéria na revista!

PS. Por 15 minutos não nos conhecemos no coquetel da Expo...

Abraços

Val said...

Eba!Post novo!
Dei muitas risadas aqui! E concordo com a Karina, queremos ler a matéria!
Bjs!!!

Juvenal Shintaku said...

Oi Ewerthon, me diverti lendo a matéria na revista. Pena que os seus amigos não tenham o privilégio de verem o que vc produz em primeira-mão, como eu. Parabéns, passei a visitar o seu blog com freqüência. E adoro as suas sacações...

ED said...

Oi Ewerthon, cheguei aqui por indicação da Maíra.
Que festival esquisito esse, hein?
Mas deve ser muito divertido ver.
Muito legal teu blog!
Abraço,

mercia said...

hahahahaha... não acreditei quando vi no meu bloglines!!!
só japonês mesmo!!!!!!
essa foi ótima!
beijos

Anonymous said...

Adorei a materia ,eles são sugoi mesmo ,dizem q japa tem pinto piqueno tem nada ,isso é lenda rsrsrs tem fertilidade ,criatividade e tudo q uma mulher gosta tara

Angélica Camacho said...

Què fotos!! ha ha ha, muito engracadas!
Ese braulio parece un cohete espacial.
Una vez màs digo, quièn entiende a los japoneses??

Besotes