Friday, September 29, 2006

Ó vida, ó céus!

Pessoas,

minha vida começou a virar um inferno. Virei dono-de-casa, e agora minha rotina é acordar cedo para limpar a casa, lavar a roupa, fazer o almoço, botar os acolchoados (futon) para tomar sol...

Aliás, foi virando dono-de-casa que percebi algumas singularidades da sociedade japonesa. Só quem não trabalha é que pode assistir a programas à la Ana Maria Braga na tevê. E há de tudo, vocês podem imaginar. Tem um que eu adoro: ensina como reutilizar coisas "imprestáveis" ou idéias geniais para economizar com a despesa da casa!

E pensar que os japoneses ganham bem o suficiente para ficar dando um "jeitinho" de economizar ao máximo!

bom, outro dia vi um programa de um pai de oito filhos, separado, que foi morar numa ilha lá embaixo (Oshima) porque lá ele ia pagar só Y 3 mil de aluguel! Gente, para quem não tem noção deste valor, seria em dólares algo como US$ 30 dólares. É muiiiiiito barato. Passou ele procurando um imóvel e tinha uma casa gigantesca por Y 30 mil o aluguel. Até me passou pela cabeça ir morar lá. Mas desisti. Ia fazer o que na ilha? E lá só tem umas 500 pessoas!!! Eu, que não suporto marasmo!!!!

E foi também na tevê que vi um documentário em horário inapropriado para trabalhadores sobre uma família que faz udon (um dos vários tipos de macarrão do Japão). Na verdade, a história era de um rapaz que foi lá aprender a fazer udon. Ele ficou dois anos ralando mesmo. Não gastava nada e, no final, ele ia abrir uma lojinha de udon na cidade dele. Foi super legal.
E agora está em cartaz aqui no Japão um filme que se chama Udon e, adivinhem, foi filmado lá na lojinha desta família de fabricantes do macarrão.

Ontem, assistindo à tevê naquele horário inadequado para os assalariados, mostrou a lojinha desta família de novo. E não é que agora eles são o maior sucesso!!! Chegam a vender no final de semana 2 mil pratos de udon. Gente, se eles vendem esse prato por Y300, dá Y 600 mil num só dia!!!

Êta sorte!

Bom, por hoje é só!
Agora tenho de lavar a roupa! hehehe

Para o alto e avante!

7 comments:

Raquel said...

Sabe que eu ando querendo essa vida de dondoca? Queria assistir esses programas proibidos para quem tem de bater cartão e fazer ginástica naquelas academias que abrem as 10 da manhã, ou seja, só funcionam no horário de madame. Pena que o meu é horário comercial...

Shigeka said...

Ai, Ewerthon!! Ri muito com o seu texto!! Principalmente no final qdo vc se meteu a fazer conta(600.000 por dia!! Eu jah desconfiei de cara!!) hahahaha... Me lembrou no show... Supondo q cada fileira tem 30 pessoas e sao 20 fileiras de cada lado... tem mais ou menos UM milhao de pessoas!!! Depois de meia hora... Nao!! CEM mil pessoas!! Hahahaha...
Gente, se antes eu jah ficava intrigada em como vc achava tempo pra ver tanto programa de tv!! Agora deve estar uma maravilha, neh?

Beijinhos de montao

ps. Consertei a minha internet!! Eeeeee...

Karina Almeida said...

eu vi o cartaz desse filme que estah em cartaz! vamos assistir? deve ser legal :D

eu queria ter tempo - e uma televisao que prestasse - para assistir a tantos programas assim. dizem que eh a melhor maneira de aprender japones!

e, pera aih, SHIGEKA, a conta dele ta certa ne? mas ele esqueceu que um final de semana tem dois dias. hihihi...

Ayumi Arita said...

Olá!! Aos poucos estou conhecendo um pouquinho do seu blog, mas adorei!! Felicidades...Ayumi

Karina Almeida said...

ue, cadeh a entrevista que voce disse que ia publicar??

apurate ewerthon, apurate!

to morreeeeeeeeeendo de curiosidade :D

Anonymous said...

Eu não sou dondoca, trabalho na parte da tarde. E dá para eu assistir programa passa de manhã. Como vc pode ver não é todo mundo que trabalha no mesmo horário, portanto não chame as pessoas desocupadas por assistirem determinados programas. A tv funciona o dia inteiro, cada vê na hora que tem um tempo livre, o mais é puro preconceito.

Anonymous said...

a melhor forma de aprender japonese e' estudando... quem fica papeando em portugues nao aprende muito nao