Thursday, December 14, 2006

Museus


Japonês adora museu. De verdade!
Nunca vi tamanha quantidade de museus num país. Mas o engraçado aqui fica por conta dos museus inusitados. Há de tudo que vocês possam imaginar.

Para terem uma idéia, aqui em Tokyo e região, na área alimentícia, há o museu do Lamen (macarrão instantâneo), do gyoza (pasteizinhos chineses), do sorvete (foi lá que eu e a Raquel tomamos os inacreditávisl sorvetes de carne de cavalo!, de frango assado, de berinjela, de durian... aaarghhh), do curry...

Geralmente, nesses lugares há peças, livros e tudo o mais sobre esses produtos. Mas a atração principal fica por conta das comidas de verdade. No museu do Lamen, por exemplo, que fica em Shin-Yokohama, há uma réplica de uma vila antiga, com lojas de verdade. Na verdade, são restaurantes e, em cada um há uma variedade de lamen típica de uma certa região do Japão.

O duro é aguentar as filas. Fiquei uma hora em pé para experimentar o lamen de Hokkaido. Valeu a pena.

Mas, saindo de Tokyo, vocês vão encontrar milhares de outros museus inusitados espalhados pelo Japão. Dou algumas dicas: museu do Ursinho Teddy, museu do anjo, museu do Pequeno Príncipe, Museu da árvore de Natal, Museu da Caixinha de Música, museu da boneca de pano, museu dos brinquedos de madeira...

Deu para ter uma noção de como japonês é criativo não? E antes que me perguntem, não visitei todos que citei não. Fui em alguns e confesso que a experiência foi interessante.
O da caixinha de música/do órgão me surpreendeu (foto1 e foto2). Fica próximo do lado Yamanaka, em Yamanashi. Muito interessante.

Nesse lugar, todas as "caixinhas de música" funcionam. Se quiser ouvir alguma, é só pedir para a funcionária botar para funcionar.

Só para citar mais alguns museus, há de personalidades famosas, como o museu do John Lennon, do escritor Yukio Mishima, dos personagens do estúdios Ghibli (do Miyazaki Hayao) etc.


Nesta foto, estou no museu do radar do Monte Fuji. Conta como foi construído o radar que está no topo do Monte Fuji. Foi o primeiro radar meteorológico do Japão. Estou num simulador de temperatura e vento no topo do Mt. Fuji. Muito legal, apesar de ser uma experiência congelante.





Bom, por hoje é só.
Para o alto e avante.

7 comments:

zero said...

parabéns pelo post!

zero said...

meu caro! tebho excelentes notícias pra vc! abri sua conta no ig. quando puder entre em contato comigo o mais breve possível, através do e-mail: irmaos@blogdosirmaos.com

Paulo said...

Ótimo post! Me deu vontade de ir visitar alguns dos museus de Nagoya.

E eu nem sabia que tem um radar metereológico no Fuji...

Abraços

Zero said...

meu querido, me manda uma mensagem que te envio os dados, não é seguro enviar isso pelo nlog, meu e-mail é irmaos@blogdosirmaos.com

Maíra said...

nossa, eu não sou Japa mas adoro museus!! Então já é mais um motivo que incluo na minha extensa lista de motivos para ir ao Japão!
Bjos

Raquel said...

Paulo, você precisa ir no
Robot Musuem aí em Nagoya! Estou louca pra ir! Vai lá e me conta!

Karina Almeida said...

nossa, nao sabia nem da metade dos que voce citou. eu sou louca para visitar um monte de museus daqui, mas acho que eh mais legal pra quem sabe japones ne? ou vai acompanhado de um amigo-dicionario ambulante :P

nesses daih, tem informacoes em ingles?