Tuesday, August 11, 2009

Terremoto e tufão: que meda!

Legenda: Parte da Tomei (rodovia expresso) foi fechada por causa do terremoto, que causou alguns pequenos estragos nas pistas. A foto é da AP


No domingo passado fui pego de surpresa com um terremoto longo e razoavelmente forte. Estava deitado assistindo tevê quando senti o apartamento chacoalhar bem de levinho. Foi aumentando e não parava mais. Fiquei um pouco preocupado, mas nem me mexi do lugar.

O epicentro foi em Chiba, província aqui pertinho e a magnetude foi de 4 graus na escala Richter.

Hoje de madrugada deu outro terremoto. Desta vez o epicentro foi na península de Izu, na província de Shizuoka. E foi forte. Segundo os registros, 6.6 graus na escala Richter (6 fraco na escala japonesa Shindo). Teve até alerta de tsunami e chegaram a registrar uma onda de 0,6 metros na costa japonesa.

Obviamente estava dormindo (5h07) e acordei assustado. Meus gatinhos também estavam todos ouriçados e com medo. O tremor foi tão forte que me levantei e mentalizei o que faria caso as coisas piorassem. Ainda bem que meu kit terremoto (ganhado da minha irmã e com produtos valendo até 2011 -- tem água enlatada, biscoito e lámen, além de rádio, pilhas, lanterna e outros apetrechos úteis para casos de emergência) está prontinho lá perto da porta.

Minha preocupação era sair vestido adequadamente de casa (eu estava só de cuecas!). Aqui faz um calor infernal e não há como dormir de camiseta...

Bem, mas ai não consegui mais dormir, com medo de uma "réplica" mais forte. Fiquei vendo a tevê e imaginando o susto e o medo de quem mora na região mais atingida. Para piorar, o tufão Etau está lá pertinho e não para de chover e ventar. Esse tufão já causou 12 mortes na região de Okayama e Hyogo ontem e deve chegar aqui pros lados da capital hoje.

É, o Japão é um país seguro (em relação à violência) e de muitas oportunidades. Mas sofre com os desastres naturais. Dizem que esse tremor tem relação com o Grande Terremoto de Tokai, que estão esperando já faz um tempão. Esse tal tremor acontece de 300 em 300 anos e já era para ter acontecido há alguns anos... ai que meda!

Bom, mas a gente reza para que nada aconteça neh?
É isso ai: para o alto e avante!

5 comments:

Karina Almeida said...

eu também senti os 2 terremotos, aqui em gunma. mas os dois foram fraquinhos (aqui né).

o negócio é rezar. a gente pode tomar alguns cuidados, mas não dá para prever, evitar. depende da sorte de cada um! está no lugar certo, na hora certa.

ah, e contar com a eficiência das autoridades japoneses. sabemos que eles fazem o que podem para amenizar os estragos. e isso já dá um grande alívio né.

seja o que deus quiser!

erica said...

Olá Ewerthon,

também sou jornalista paulista e estou em busca de pessoas que estiveram próximas ao local do terremoto ou que tenham imagens do que aconteceu.
Você tem como me ajudar?
Abraços
Érica Chaves
erica.chaves@tvglobo.com.br

Bah said...

Ainda bem que está tudo bem por ai né? Mas nem agora o Brasil está a salvo, já rolou jishin por aqui e continua tendo violência etc rs...

Kisu!

PS: gostei da dica do livro do pijama, qdo aumentar a minha verba, vou adquiri-lo rs.

Anonymous said...

é aquele tal negócio, tem treinamentos, instruções, mas na prática, naquela adrenalina, o instinto é de sobrevivência mesmo. Logo que sentimos o tremor, fomos com as crianças pra fora do apto, no parque, local do refúgio como falam, ainda bem que tem em frente de casa.
é a fúria da natureza. e com ela não se brinca.
sorte pra todos nós
um gde abraço
madoka

Herika said...

Só senti o terremoto de terça, estava acordada na hora e levei um susto enorme com o barulhão que fez. Graças a Deus foi só o susto ;)
Beijos!