Thursday, February 02, 2006

Histórias Tobaceanas 2

Pessoas,
devido ao sucesso de público e crítica, sem contar os inúmeros pedidos que recebi, vou dar mais uma amostra de como os Tobace são.
Ser Tobace é, como já deu para perceber, não ter papas na língua. Meu primo -- vou omitir os nomes tá -- aprendeu bem cedo essa lição. Estava ele com a mãe dele numa procissão lá no interior de São Paulo. Procissão na rua vocês sabem como é né? Fila dupla atrás do andor, todos rezando e cantando músicas sacras. Aquela coisa de sempre. Eis que num determinado momento, a fila parou. E por azar, minha tia e meu primo, que naquela época devia ter uns seis ou sete anos, fincaram estaca bem do lado de um bueiro, daqueles bem fedidos. Então, meu primo sentiu o cheiro e, naquele silêncio todo, ele perguntou:
_ Mãe, você peidou?
_ Pára de falar besteira muleque! Não tá vendo o bueiro aqui do lado?, respondeu já aflita, envergonhada e irada minha tia.
_ Nossa, mas o cheiro é igualzinho o do seu!, retrucou na santa ingenuidade. O povo que tava do lado não conseguia parar de rir. Imagina. No meio de uma procissão!!!
É isso. Para o alto e avante!

5 comments:

Maíra said...

Hahahaha!!! Vocês são mesmo demais!!! Adorei!!! Aliás, oba, oba!!!! Posso escrever sobre a minha primeira vez!!! Na neve, claro! =D Te mando o texto assim que der, tá?!
Bjos

Raquel said...

Voce me mata de rir! Isso ate parece piada. Essa familia devia escrever roteiros de programas de comedia. La no Brasil tao precisando, viu! Ia fazer o maior sucesso.

Para o alto e avante! said...

PARA Maíra

Então, como já disse, você vai poder falar sobre a neve sim... a Karie vai falar sobre o trem-bala.
Ah, e vou ver se coloco mais histórias da família aqui.

Para o alto e avante! said...

PARA RACHELL

Você me animou a contar os podres... oops, os foras, da família!!1 Hahahaha
Brincadeirinha. Nada que prejudique a imagem dos Tobace!
Bjos

Luciana Nogueira said...

hahahahahhahahahah....fiquei alguns dias sem vir e qdo volto..to me deliciando...essa foi de rir MUUUUITOOOOOO